29 de abril de 2016

RESENHA: Marquês Apaixonado - Sally MacKenzie (Naked Nobility #3)

Marquês Apaixonado - Sally MacKenzie


Perfeito! Que amorzinho de romance. Dois protagonistas adoráveis, m pouco de suspense, muita comicidade, uma pitada de ingenuidade e muita sensualidade.

Charles já tinha me conquistado no livro um como o Major amigo de James. Aqui conhecemos outras facetas deles igualmente suspirantes. Ele tem 30 anos e realmente não esperava se tornar Marquês, mas isso acaba sendo inevitável depois da morte trágica de seu irmão Paul e da esposa em uma viagem fora do país.

Emma tem 26 anos, é filha do vigário, nunca se casou nem sequer foi apresentada à sociedade, Devido ao afastamento momentâneo da governanta da propriedade do marquês ela se oferece para cuidar das duas filhas do falecido até que o atual dê o ar da graça.

O mais divertido é que eles já se conheciam na infância e ela sempre foi apaixonada por ele, Ele sempre esteve lá para ajudá-la, e ela sempre se metia entre ele e os outros meninos que por acaso são James e Robbie, que nos foram apresentados no volume I.

Uma das melhores cenas é descrita ainda na sinopse, que é quando ele a pede em casamento pela primeira vez. Por mais que ela nutra sentimentos por ele, o pedido feito apenas algumas horas depois da chegada dele na casa e a maneira objetiva e prática com que ele fala tudo a deixa atordoada e chateada e ela diz não. Com isso ele decide fazer de tudo para conquistá-la e conseguir o sim.

Enquanto isso, em paralelo, um verdadeiro mistério se desenrola. Seria fantasmas nessa casa tão antiga, ou algum dos convidados fica se esgueirando pelos cantos? Toda essa história rende algumas interações bem divertidas entre os personagens principais e secundários. 

Aliás, as sobrinhas de Charles, Claire e Isabelle, de 4 e 9 anos são umas figuras. As peripécias das duas meninas acabam sendo de grande importância para aproximar o casal, dando um toque de leveza ao romance.

Acontece muita coisa em apenas 157 páginas. O fato de não haver enrolações nem fuga do assunto contribui para que o livro apesar de curto seja muito rico. Mais uma vez tiro o chapéu para MacKenzie. Que escritora incrível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário