21 de março de 2016

RESENHA: Encontrada - Carina Rissi (Perdida #2)

Encontrada - Carina Rissi

Fico feliz de ter insistido já que tinha perdido a empolgação para ler essa continuação. Gostei mais desse do que de Perdida. Talvez porque 80% das minhas críticas ao comportamento de Sofia tenham sido resolvidas aqui. 

Ian também mudou, para melhor. Por alguns momentos e esqueci que ele era um jovem de 21 anos, mais novo que a protagonista. Tão sério, centrado, justo e maduro. 

Apesar de irritante, a tia Cassandra foi um ótimo adendo ao enredo, e contribuiu muito para  crescimento de Sofia como pessoa e esposa. A realidade de estar agora vivendo em 1830 começa a entrar naquela cabeça.

Elisa e Teodora continuam sendo como sempre, e fiquei muito contente de ver Teodora encontrando o amor que merece apesar dos percalços, e Elisa bem encaminhada com uma ajudinha bem atrapalhada da protagonista, mas confesso que ler a sinopse de Destinado me deixou preocupada. Elisa não merece problemas! O padre. Padre Antônio é turrão mas eu adoro ele, desde o início. Quero muito que ele continue aparecendo. Seja dando conselhos aos personagens ou sermões.

Adorei como o cotidiano da casa foi explorado, como a vida no vilarejo, mesmo que discretamente foi explorada. Concedeu mais sentido e ordem à história, porém continuo sentindo falta de nomes. Onde no Brasil a história se passa de fato. É muito estranho não conseguir localizar mentalmente onde a história realmente se passa ainda mais sendo em meu próprio país. 

Outra das minhas reclamações anteriores que teve uma explicação foi a ausência da escravidão. Carina Rissi explica no final que foi uma opção consciente deixar de fora esse pedaço horrendo de nossa história. Pensando sobre, realmente acho que Sofia nunca ficaria de bom grado em um século e numa casa em que houvesse escravos.

No geral achei a história bem desenvolvida e muito engraçada. Há muitos trechos que podem nos levar facilmente às gargalhadas. Mesmo as partes tensas tem algo de leve nelas. Decididamente uma boa leitura para o momento atual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário