5 de dezembro de 2015

RESENHA: Gone - Lisa McMann (Dream Catcher, #3)

Gone - Lisa McMann


Ótimo fechamento. Nenhum grande desapontamento nesse fim de trilogia. Ao contrário de outras leituras recentes, os acontecimentos de Gone são um tanto previsíveis. Porém são aceitáveis, tem sentido.

Aqui Janie se vê dividida entre usar seu dom para ajudar os outros e acabar como a Srta. Stubin ou isolar-se do mundo e afastar-se de Cabe. Ela cria estar com a decisão tomada até que seu pai entra na jogada.

Só fiquei com pena de a autora deixar para o final certas coisas, já que para quem se questionou tanto por dois livros, ter epifanias em 200 páginas pareceu apressado.

Gostaria também que ela tivesse explorado mais os sonhos tanto da mãe quanto do pai. É uma opinião pessoal. Teria sido interessante conhecer um pouco mais esses dois personagens, a mãe principalmente que era vista pela J como uma vilã egoísta. Fiquei com a impressão de que havia muito mais por trás do alcoolismo dela.

Cabe ficou menos grudento, deu espaço a nossa protagonista. Achei inesperada essa mudança mas bem-vinda. Já a capitã que dizia tanto que iria esperar a resposta de Janie sem pressa se tornou insistente. Pressionando de maneira disfarçada.

A leitura segue o mesmo ritmo dos livros anteriores apenas com a presença maior de sonhos mais longos e mais frequentes enquanto a garota tenta decidir o que vai fazer com sua vida. Achei curioso o fato de que ela não percebe que mesmo que ela não fosse uma apanhadora de sonhos o futuro é um grande dilema. Ninguém pode afirmar se x ou y vai acontecer e mesmo que aconteça talvez não seja exatamente como imaginado. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário