19 de novembro de 2015

RESENHA: Fade - Lisa McMann (Dream Catcher, #2)

Fade - Lisa McMann

Levei tanto tempo para ler a continuação que acabei precisando ler umas resenhas de Wake para me lembrar de detalhes que me escaparam. As primeiras páginas não empolgam, havia me desacostumado com a escrita da autora. 

A protagonista, Janie é uma boa personagem, e suas descobertas acerta dela mesma e de seu dom são ao meu ver uma das coisas mais interessantes do livro. O fato de o dom dela trazer consequências dá um tom crível a tudo. Não é superpoder colorido. 

Cabel é o namorado perfeito por um tempo, super gracinha, atencioso, agradável, preocupado e solícito. Mas claro que algo tem que acontecer. O que achei chato nesse caso é que a autora não explica muito bem o que houve com ele para tomar a atitude que tomou. Quando ele se desculpa com Janie de maneira bem descrente para mim. Falou mas não disse nada.

O fato de ela trabalhar para a polícia e ter uma missão secreta me lembrou um pouco Desejos dos Mortos, aliás a maneira como os dons são abordados, usados pelas detetives, o descobrir aos poucos das próprias capacidades faz com que os livros sejam bem parecidos. Cheguei a confundir plots no início. 

Fico feliz de ter insistido, depois da enrolação inicial (meio desnecessária), a historia decola. Há tensão, dúvidas, alguns capítulos de ação (não pancadaria, mas muita coisa acontecendo ao mesmo tempo) e um cado de romance. Perto da Derting, a escrita da Lisa é um tanto quanto amadora, mas ela conseguiu ainda assim nos trazer uma história agradável e intrigante o suficiente para fazer a leitura ser continuada.

Minha parte preferida foi a festa. Seguida de perto pelo momento em que ela realmente descobre tudo o que a espera nessa jornada como 'Apanhadora de Sonhos'. Vou ler Gone em breve com certa expectativa e ao mesmo tempo contente de ser apenas uma trilogia, de só faltar um livro. Não consegui identificar nada que pudesse fazer com que a história continuasse. 3.8/5

3 comentários:

  1. Adoro essa trilogia! Demorei pra me acostumar com a escrita da autora, mas como reli Wake e depois li Fade e Gone um depois do outro já tava de bem com ela. Fade é sem dúvida o livro mais agitado da trilogia, Gone já é mais reflexivo, porque tem muito a ver com o futuro da Janie. Quando terminei ele fiquei com uma sensação agridoce na boca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comprei o Gone esses dias. Vou ler em breve. Fiquei mais curiosa e animada com seu comentário.

      Excluir
    2. Comprei o Gone esses dias. Vou ler em breve. Fiquei mais curiosa e animada com seu comentário.

      Excluir