19 de julho de 2015

RESENHA: Liberta-me - Tahereh Mafi (Shatter Me, #2)


MARATONA LITERÁRIA DE INVERNO - 04/10
LV 06/2015

Liberta-me - Tahereh Mafi

Claro que eu flopei bonito na Maratona Literária 4.0. Não terminei Liberta-me a tempo. Aliás, o livro só me empolgou depois da metade. Continuo aversa a Adam e louca por Warner. Sempre que ele aparece eu fico que nem criança cm brinquedo novo. Foi bom descobrir mais sobre ele e definitivamente lerei o 1.5. 

É, eu saí da ordem. O LV chegou e eu fiquei com receio de enrolar e não terminar. Começarei o Destrua-me em instantes. Necessito de mais Warner em minha vida, ou debo dizer: Aaron? Na hora que li o nome lembrei de Aaron Carter e desmaiei internamente. Warner é melhor.

Juliette continua incrivelmente chata. O tipo de garota que me faria perder a linha e estapeá-la. Adam claro como eu desconfiava escondia mais coisas que a própria Juliette. Senti falta do James nesse livro. Ele poderia aparecer mais. Kenji por sua vez cresceu no meu conceito. Ele é doido mas é gente fina. Do tipo que se abre com o tempo. 

Toda cena em que Adam e Juliette ficavam sozinhos eu ficava torcendo para alguém interrompê-los. Que eu me recorde é a primeira vez que eu torço tanto para um casal se separar. Já aconteceu em k-dramas, mas em livros, creio que não. Eu quero o Warner! Ou que a autora ao menos arrume uma louca desvairada para fazer par com ele. Ele é mau mas é bom. Gosto dele.

Eu já desconfiava que os meninos eram parentes, mas não que eram irmãos. Ou talvez apenas esperasse que não fossem. É meio clichê. Mas tudo bem, mesmo um clichê Mafi consegue deixar interessante. Juliette se juntou ao hall de 'mocinhas' apaixonadas por irmãos.

O final por sua vez foi bem inesperado. Eu sabia que o comandante estava vivo, mas não esperava que a ordem de recolhe-la' partisse dele. E o bafão dos últimos capítulos me fez mais uma vez querer pegar Warner no colo e dizer que vai ficar tudo bem. Já que meu coração tinha ficado partido com a decisão da chatilda de dar um banho de água fria no pobrezinho.

Estou viciada em Warner. Por isso pararei por aqui. Preciso dele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário