31 de julho de 2015

RESENHA: Backstage Pass - Olivia Cunning (Sinners on Tour, #1)

Desafio Loucas por Livros e Esmaltes - Lilás+música

Backstage Pass - Olivia Cunning


Adorei! Quando peguei para ler fiquei com medo por causa de algumas resenhas arrasando com o enredo dizendo que não tinha romantismo, que era pesado e algumas pessoas dizendo que era bizarro. Eu devo ser bizarra então. Comparado com algumas outras leituras hot que fiz ele é mega romântico. 

Brian "Master" Sinclair é um romântico incorrigível apesar de ser visualmente o contrário. Ele é guitarrista de uma banda de metal famosa e pode literalmente ter a mulher ou homem que quiser. Ser filho de uma lenda do rock só aumenta o leque de possibilidades.

Myrna é mais velha que ele, divorciada e traumatizada. Mas é fã dos caras e quando os encontra em hotel, não deixa a oportunidade passar e começa a 'papear' com eles. Ela se considera uma vadia, apesar da pose e status de professora que mantém na Universidade em que trabalha.

Sim, o início é atípico, já que ela é que se joga para cima dele, Achei que isso já diferencia essa leitura das demais, onde a mocinha costuma ser indefesa e QUER ser resgatada e amada. Myrna entra nessa aventura com clara consciência de que não passa de diversão. Uma oportunidade de realizar uma fantasia. Ela não quer nem pretende arrebatar o coração de nenhum deles.

Logo no dia seguinte ao primeiro contato ela já passa por duas situações que chocam um pouco, e realmente é necessário ter mente aberta para assimilar. Ela transa com Brian na frente dos outros caras. Com direito a um deles se masturbar enquanto assiste. Muitas puritanas alegaram ter largado o livro nessa hora. Myr a todo tempo fica se diminuindo em seus pensamentos, se considerando a vadia que seu ex-marido a acusava de ser. 

Mas a questão é realmente essa. Ela ter tido esses momentos de depravação a fazem uma completa vugar, ou apenas a tornam uma mulher segura de si que queria uma fantasia e a realizou? Ela não é uma adolescente sofredora em busca de salvação, é uma mulher feita que sabe o quer e principalmente como consegui-lo.

Mas depois a história assume o perfil costumeiro. Quem abandonou não sabe o que perdeu. Apesar de ela não querer (a princípio) se envolver romanticamente e ele aceitar (SQN) aos poucos eles entram numa rotina de casal. Com direito a passeio na praia, dividir refeições, e beijos apaixonados. Ele quer fazê-la feliz e ela gosta de vê-lo sorrindo.

Ao longo dos capítulos a autora nos apresenta os motivos que o fizeram como ele é e os que a tornaram tão reticente em se apaixonar. O que mais gostei foi que apesar de ele se sentir tão louco por ela que quer tê-la ao seu lado como sua parceira e quer anunciar aos quatro ventos que ela é sua, ele não age de maneira territorial como é normal no gênero. Certo, ele tem um ou outro episódio de ciúme, mas tudo é explicado pela forma como ele e os pais se relacionam.

Ele realmente é compreensivo e a protege, a mima, a adora. Mas não a pressiona a responder com a mesma intensidade. Isso acontece naturalmente. Ela por sua vez não condena os gostos fora do comum dele na cama, entende que ele assim como ela tem um passado. E bem, sendo uma estrela do rock, um passado bem povoado.  Em suma: eles não são hipócritas. Eles sabem que 'fazer amor' não necessariamente precisa ser delicado.  

E eu adorei esse aspecto da história. Eles mesmo com toda a insegurança do mundo na frente das pessoas, quando estavam sozinhos não tinham medo de errar. Perguntar não ofende, experimentar tem a possibilidade de ser bom e ruim na mesma proporção. A questão de verdade é: A pessoa com você se importa o suficiente para tentar?

O final é fofo. Pois no fim ele realmente é o príncipe encantado dela e ela é a salvadora da alma dele. Mas não mudanças drásticas no que os faz eles mesmos, o principal motivo de eles terem ficado atraídos para começo de conversa. E o fim não é o fim. Mas o início de uma nova etapa. Quero continuar a série. O próximo gostosão é o vocalista. Esse sim é o perfeito canalha, mulherengo, só se diverte. Quem será a mulher que ele se apaixonará?


Nenhum comentário:

Postar um comentário