8 de fevereiro de 2014

RESENHA: Por Favor, Cuide da Mamãe - Kyung-sook Shin


Desafio Literário 12/12/12
02/12 - Coreia do Sul

Por Favor, Cuide da Mamãe - Kyung-sook Shin

Mais uma vez a falta de luz em casa contribuiu para o término de uma leitura minha. Li o livro do início ao fim ontem. Já havia visto opiniões sobre o livro o considerando triste. Triste não é a palavra que eu escolheria. Pesaroso. Doloroso. A história gira em torno de Park So-nyo e sua família. So-nyo é uma senhora de 69 anos, mãe de 4 filhos que desaparece no metrô de Seul ao se separar do marido que entrou em um vagão. 

Achei confuso no início o fato de que a narrativa é feita em 2ª pessoa boa parte do tempo, mas depois me acostumei e achei que encaixa perfeitamente com o livro. Foi impossível não lembrar de minha própria mãe e de minhas avós enquanto percorria as memórias que cada personagem tem dessa mulher. É engraçado como por vezes achamos conhecer alguém, mas na verdade só sabemos de 1/10 de sua vida.

Os filhos e o marido, enquanto nessa busca pela Mamãe, começam a rever conceitos e as próprias atitudes que tiveram durante a vida, promessas que foram feitas, sacrifícios e decisões tomadas pela mamãe. Isso é outra coisa que quem não tem costume de ler e/ou assistir coisas oriundas da Coreia do Sul, pode estranhar. A maneira como os personagens se chamam. Irmã mais velha, irmão mais velho, cunhada, mamãe, o Pai. Apesar de assistir muitos dramas e filmes coreanos, ao ler precisei de mais atenção para lembrar quem era quem no início. Ligar nome a função.

Como esperado, ao contrário dos livros ocidentais, esse não tem um final feliz. Mas para mim, é uma reflexão. Será que damos valor ao que importa, será que prestamos atenção às necessidades dos nossos entes queridos, que persistimos nos nossos sonhos ou desistimos deles ao menor sinal de problemas? Ao final da leitura me vi apaixonada por essa senhorinha, forte e determinada que apesar dos pesares, sempre lutou pelo que achava ser o correto.

Como esse desafio pede também uma receita, decidi que farei 불고기(Bulkoki). Parece bem gostoso, é não tão complicado como as outras. Claro que com arroz! Eles falam tanto em arroz no livro que ontem comi um prato de arroz puro à tarde. Fiquei com vontade. Realmente, a premissa dos doramas se aplica aos livros também. Fome, dá fome!


Um comentário:

  1. Pesaroso...otima definição para este livro!
    Tbe me serviu de reflexao...e muita!
    Adorei este livro e vou aguardar sua receita
    Bjks mil

    ResponderExcluir