23 de janeiro de 2014

RESENHA: Percy Jackson e O Mar de Monstros


Título Original: Percy Jackson: Sea Of Monsters
Duração: 106'

Filme 04/52



"Percy e seus amigos estão na busca pelo Velocino de Ouro, o único artefato mágico capaz de proteger o Acampamento Meio-Sangue da destruição. É com essa missão que ele e outros campistas partem para uma eletrizante viagem pelo Mar de Monstros, onde deparam com seres fantásticos, perigos e situações inusitadas, que põem à prova seu heroísmo e sua herança. Está em jogo a existência de seu refúgio predileto e, até então, o lugar mais seguro do mundo para eles."

Eu estava enrolando faz um tempo para assistir esse filme principalmente por causa do fiasco que foi o primeiro. Mas como não gosto de especulação, resolvi assistir para ter ideia própria. No geral o filme consegue ser melhor que o primeiro. Eu imaginava o Tyson bem diferente, mas a caracterização ficou boa. 

Amei esse 'hipogrifo".

A Thalia eu tinha essa visão dela ser bem mais durona, corajosa, mas a cena que ela aparece no início me deu a impressão de apenas uma garotinha idiota, ingênua e co excesso de confiança, durante a leitura achei que a morte dela tinha muito mais altruísmo, heroísmo do que aparenta no filme. A caracterização de todos os ciclopes foram boas, ao menos isso. Uma das minhas cenas preferidas foi, sem dúvida a sequência com o Touro. 

Bonitinho, não?
Fiquei chateada de não terem dado mais espaço para o que dá nome ao livro. O mar de monstros. As cenas foram muito bem feitas, mas imaginava um iate bem maior e mais movimentado. Tive essa impressão no livro, quase um transatlântico, muita gente e muita confusão. Mas no filme era um barquinho bem xoxo.  As cenas dentro do monstro foram bem boladas. Adorei a tripulação da Clarisse. Deu um tom cômico ao momento. Quando eles chegam à ilha, outra vez imaginava uma coisa totalmente diferente, achei que faltou algo, mas não sei o quê. Grover de noiva ciclope estava muito engraçado. Gostei muito dele nesse filme.

Esse olho azul...
Uma cena que achei péssima é de quando a Annabeth se machuca, 'morre' e volta. Quem dirigiu essa cena precisava ter dado uns sacodes na garota, eta cena mal feita. Mas nem tudo é perfeito. Cronos achei legal a caracterização, mas outra vez, faltou tempo de exposição, foi tao rápido que quase se esquece toda a importância dele na história. O mesmo vale para a Oráculo, muito rápido para algo que tem importância até o final da história.

Ou seja, é um bom passatempo, diverte, mas não é uma grande adaptação. Boa parte da emoção do livro não foi colocada na tela. O que é uma pena. Mesmo pecado que cometeram em Jogos Vorazes. Primam a comercialização e se esquecem da fidelidade. Vi melhora nas atuações, mas acaba que os secundários roubam a cena sempre que aparecem, como acontece com Clarisse e Tyson em maior escala e as irmãs cinzentas na cena do táxi que foi impagável.

#beijinhonoombro
Nota: 7.5



Um comentário:

  1. Depois que eu vi o primeiro filme e achei bobo, acho que não veria os outros... até pq depois que eu li o primeiro livro fiquei meio chateada que mudaram um monte de coisas, aí não dá... vamos adaptar, não mudar tudo
    bjs

    ResponderExcluir