3 de janeiro de 2014

RESENHA: Jogos Vorazes - Suzanne Collins (Jogos Vorazes #1)


DESAFIO LITERÁRIO SKOOB 2014
01/12 – Livros que viraram filmes.

Jogos Vorazes – Suzanne Collins


Como já havia mencionado no post de apresentação do desafio queria há muito ler este livro. Quando vi o trailer do filme fiquei intrigada o bastante para querer comprar o livro, mas acabei ganhando no Amigo Secreto de Páscoa do LV.

A leitura: Comecei a lê-lo logo na tarde de 1º de janeiro, primeiro dia oficial do desafio. Confesso que as primeiras páginas foram de uma leitura arrastada. Não sei dizer ao certo, mas creio que por conta da excessiva descrição de fatos e memórias da Katniss. Não que isso seja de todo ruim já que todos os momentos da infância que são relatados se mostram pertinentes no decorrer da história.

Providencialmente, a tempestade de raios veio à noite e a luz acabou. As mais de 24 horas sem energia elétrica me proporcionaram no dia 2 de janeiro a oportunidade perfeita de retomar a leitura e a esperança de progredir consideravelmente.

Os capítulos que narram a chegada e a estada dela na Capital, para mim foram os menos empolgantes, não consegui imaginar os trajes descritos de maneira convincente, o que aguçou minha vontade de ver o filme ainda mais. Nessa parte específica ainda não tinha intenção nenhuma de ler a continuação. Mas não me dei por vencida. Fui em frente e a espera foi recompensada.

Os Jogos Vorazes. O livro deslancha enfim nesse instante, a tensão é palpável no momento que Katniss está no tubo subindo para a Arena. Senti como se estivesse lá, como se eu estivesse ao lado dela participando dos jogos. A autora consegue com muita eficiência mesclar toda a parte humana de estar nos jogos com a ação que se espera ao ouvir o nome que dá título à série.

Quando ela apresenta com certo destaque a personagem do Distrito 11, Rue; já era visível que a pequena teria uma importância grande dentro da Arena, mas nunca imaginei que me afeiçoaria à personagem da maneira que foi. Sabia que para que Kat vencesse, a menina morreria em algum momento, mas não queria enfrentar a realidade. Não chorei, mas fiquei bastante perturbada com a morte dela. Não queria que fosse tão sofrida. Pronto, minha personagem preferida morrera.

A decisão de ter dois vencedores caso fossem do mesmo distrito foi bem previsível para que o romance tenha espaço em meio de toda a ação. Apesar de dar pena de Peeta ver toda a encenação por parte da mocinha. Minha impressão é que ela gosta sim do amigo de caça Gale, mas não sabe o que é esse sentimento de verdade até que se vê distante, e que Peeta cresce no seu coração naqueles dias que passam juntos.

Todo esse traçado de triângulo amoroso dá pistas de que essa história continua no próximo livro, ao menos eu acho que deveria. Não entendo porque Peeta fica tão afetado com a descoberta de que Katniss estava representando dentro da arena, ou que ao menos acha que está, pois durante a leitura é possível ver a dúvida que ela sente a todo momento em relação aos próprios sentimentos. Ela se importa muito com o garoto, mas de uma maneira muito mais romântica que a que demonstra com relação à irmã, Prim ou a afeição que desenvolveu por Rue. Ela fica balançada sim, e espero que Peeta se dê conta disso e que não desista. Mesmo que eu goste mais da personalidade de Gale.

Pois é, como se percebe terminei a leitura rapidamente e antes que acabasse a luz natural! Não precisei de lanternas para terminar esse. Experimentei uma forte depressão pós – leitura. Me senti órfã ao final das páginas. Não vou ler Em Chamas agora, não tenho o livro físico e quero um e-reader, então talvez leia mais para frente do ano. Mas definitivamente valeu a pena. Um livro que recomendo.


E assim termina a minha primeira resenha aqui no blog.


3 comentários:

  1. Oi, Evelyn!
    Você disse tudo: a ação começa quando os jogadores estão prestes à entrar na arena. Gostei muito do livro, embora Peeta tenha me irritado profundamente com seu jeito meloso. Me desculpem as fãs, mas sou team Gale!...rs. Tomara que você goste do segundo livro. Foi meu preferido até agora (preciso ler "A Esperança", mas só no mês das séries).
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou team Gale. Ele é muito melhor que o enjoadinho do Peeta.

      Excluir
  2. Ja estava curiosa e agora mais ainda!
    Está na minha lista tbe
    Adorei sua resenha
    Bjks mil

    ResponderExcluir